terça-feira, 16 de julho de 2024
Publicado em 04/07/2024 às 14:25

Resultado do 'Enem dos concursos' será divulgado em 21 de novembro

Resultado do 'Enem dos concursos' será divulgado em 21 de novembro

O governo federal divulgou, nesta quinta-feira (4), o novo cronograma do Concurso Nacional Unificado (CNU), o "Enem dos concursos".

As provas do concurso inédito, organizado pelo Ministério da Gestão, seriam aplicadas inicialmente no dia 5 de maio, mas foram adiadas para 18 de agosto devido à chuva histórica que atingiu o Rio Grande do Sul.

Agora, um decreto foi publicado para evitar que haja um novo adiamento do exame, mesmo em caso de eventos excepcionais como a tragédia no RS. Conforme o cronograma atualizado, a lista final de aprovados no CNU será divulgada no dia 21 de novembro. Já a convocação para posse deve começar em janeiro de 2025.

Além disso, a ministra Esther Dweck anunciou que quem não puder realizar a prova no dia 18 de agosto poderá pedir a devolução da taxa de inscrição. Os pedidos deverão ser feitos a partir desta sexta-feira (5) até domingo (7).

Neste mesmo período, alguns candidatos terão a oportunidade de alterar a cidade de realização da prova. A regra vale para quem mora no Rio Grande do Sul e faria o exame em outro estado e para candidatos de outros estados que fariam a prova no RS. Novos cartões de confirmação, com os locais de prova de cada inscrito, serão divulgados no dia 7 de agosto.

Possibilidade de prova extraordinária

Nesta quinta-feira, foi publicado no Diário Oficial da União um decreto que prevê as regras para uma eventual aplicação extraordinária do CNU. Assim, se algo a exemplo da tragédia no Rio Grande do Sul acontecer e afetar, no mínimo, 0,5% dos inscritos, as provas não precisarão ser remarcadas para todos os candidatos.

De acordo com o novo decreto, poderá haver uma prova extraordinária apenas para as pessoas atingidas, e elas concorrerão a vagas suplementares, que serão eventualmente autorizadas pelo Ministério da Gestão desde que existam cargos vagos disponíveis.

O quantitativo de vagas suplementares será fixado de modo a manter a relação candidato/vaga originalmente estabelecida no concurso. E a reserva de vagas para pessoas negras, com deficiência e indígenas deverá seguir como prevista em lei.

O concurso

O CNU reúne, em um único processo seletivo, 6.640 vagas em 21 órgãos públicos. E os candidatos poderão concorrer a várias dessas oportunidades ao mesmo tempo. Há vagas em todos os estados brasileiros, além do Distrito Federal, e os salários iniciais vão até R$ 22,9 mil.

Mais de 2,1 milhões de pessoas estão inscritas na prova, o que é um recorde para concursos públicos, segundo o governo. Os locais de prova de cada candidato haviam sido informados em abril, mas, após o adiamento do concurso por causa das chuvas, eles poderão sofrer alterações. Até então, a expectativa era aplicar o exame em 228 cidades brasileiras.

Confira o Cronograma completo:





Fonte: G1

Compartilhe essa notícia: