terça-feira, 16 de julho de 2024
Publicado em 08/07/2024 às 14:40

Após realizados os testes

Antes de tudo, esclarece-se que os assuntos de português presentes neste texto tem por base os ensinos de  Ledur & Sampaulo no volume 4 de Os Pecados da Língua, volume que vale à pena ser lido e relido, como também os outros três, pelos interessados em bem falar e bem escrever em língua portuguesa.

Após realizados os testes, o medicamento deverá ser lançado no mercado. É correto usar após antes de realizados? Não. Por quê? Porque após não pode ser usado com o particípio, antes de particípio. Deve-se fazer o quê? Usar no lugar de após o depois de. A frase acima, uma vez corrigida e certa, fica assim dita: Depois de realizados os testes, o medicamento deverá ser lançado no mercado. Após construído o trevo na estrada que dá acesso a Buriti, a estrada fica liberada ao trânsito. Ora, construído é particípio, logo, no lugar de após, vai depois de. Mais exemplos afins ficam a cargo do caro leitor, da cara leitora, e valem à pena os seus exercícios, os seus exemplos. Reforço da lição: após antes de verbos no particípio não pode ser usado. E  antes de verbo no infinitivo? Pode. Após realizar os testes, após construir o trevo, após escrever esse parágrafo, após dizer isso, após...

Após ao jogo, torcedores foram embora. Está correta a frase? Não. Por que não? Porque após não admite preposição. Admite artigo, pronome..., menos preposição. Corrigindo a frase, a frase fica assim dita: Após o jogo, torcedores foram embora. Após antes de substantivo pode ser usado? Pode. Mas entre após e substantivo não deve aparecer preposição, mas tão somente artigo, pronome... Um exemplo com artigo: Após o jogo, torcedores foram embora. Exemplo com pronome demonstrativo: Após esse jogo, torcedores foram embora. Síntese: Preposição entre após e o substantivo não; artigo e pronome sim.

Temos como preocupação maior a busca incessante pela verdade. Está gramaticalmente correta essa frase? Não. Que palavra existente nela tira a correção, a gramaticalidade? A palavra pela. Deixando a frase gramatical, correta, no nível culto da linguagem, deve ela ser escrita assim: Temos como preocupação maior a busca incessante da verdade. Esclarece-se que a busca é da verdade e não pela verdade.

A conclusão é equivocada, de vez que... Antes que ocorram outros equívocos  semelhantes e comuns, muito comuns, paremos de cometê-los e façamos as frases sem equívocos, não usemos, portanto, de vez que, mas uma vez que. Sempre que quisermos substituir os causais porque, pois, podemos fazê-lo usando uma vez que, mas nunca de vez que. A frase acima, no início do parágrafo, uma vez dita em bom português, fica dita na fala e na escrita deste modo: A conclusão é equivocada, uma vez que...

 

 



Compartilhe essa notícia: