sábado, 22 de junho de 2024
Publicado em 15/03/2024 às 10:29

Morre jovem indígena que sofreu queimaduras após acidente com álcool em restaurante de Rio Grande

Morre jovem indígena que sofreu queimaduras após acidente com álcool em restaurante de Rio Grande
Foto: Arquivo pessoal / Arquivo pessoal

Morreu na madrugada desta sexta-feira (15) Jaqueline Tedesco, 26 anos. A mulher estava na UTI da Santa Casa de Rio Grande, em coma induzido, desde sábado (9), quando teve 30% do corpo queimado em um acidente com um aparelho de fondue, em um restaurante. 

morte foi confirmada pela advogada da família na manhã desta sexta-feira (15). Jaqueline teria tido duas paradas cardíacas durante a madrugada e não resistiu. 

O corpo dela será submetido a necropsia, que confirmará a causa do óbito, a pedido da Polícia Civil. Informações sobre atos fúnebres ainda não foram divulgadas. 

A família da formanda registrou boletim de ocorrência sobre o caso, que segue sendo investigado. Familiares alegam que o restaurante não prestou o devido socorro à vítima, após o incidente.  

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Maiquel Fonseca, com a confirmação da morte, a investigação deixa de ser por lesão corporal, “mas a definição jurídica de qual crime será imputado depende das investigações e diligências ainda em curso.” 

Em depoimento, o proprietário do restaurante Le Petit, onde o acidente aconteceu, afirmou que as câmeras de segurança do local não estavam funcionando no momento do ocorrido. Na quinta-feira (14), foi cumprido mandado de busca e apreensão no estabelecimento para recolher o equipamento e verificar a veracidade do relato. 

Desde o início, o restaurante se manifestou afirmando que prestou socorro imediato tanto à Jaqueline, quanto à funcionária. Procurados pela reportagem após o falecimento da jovem, os advogados do Le Petit afirmam que a empresa vai custear o funeral e que se solidarizam com a família pela morte dela. 

Quem é Jaqueline 

Jaqueline Tedesco, 26 anos, nasceu em Planalto, no norte do Rio Grande do Sul. A jovem faz parte da comunidade indígena caingangue. 

Estudante do curso de Direito da Universidade Federal do Rio Grande (FURG), ela foi a primeira mulher indígena a ocupar a coordenação-geral do Diretório Central de Estudantes (DCE) da instituição. Jaqueline também era militante do Movimento Kizomba. 

O que aconteceu 

Jaqueline Tedesco comemorava sua formatura em direito em um jantar na noite de sábado (9) em um restaurante de Rio Grande. Havia um aparelho de fondue sobre a mesa em que a jovem estava, acompanhada de familiares e amigos. 

Segundo relatos feitos à polícia, uma garrafa de álcool teria pegado fogo quando uma funcionária do restaurante tentava reabastecer o equipamento que mantém o fondue aquecido. A formanda então foi atingida pelas chamas. 

Ela foi socorrida pelo Samu e encaminhada à Santa Casa de Rio Grande, onde ficou internada até esta sexta-feira. 


Fonte: GZH

Compartilhe essa notícia: