domingo, 26 de maio de 2024
Publicado em 15/05/2024 às 08:23

Aeroporto Salgado Filho não deverá reabrir antes de setembro

Aeroporto Salgado Filho não deverá reabrir antes de setembro
Foto: Mauricio Tonetto / SECOM / Divulgação

A Fraport vai renovar a suspensão dos voos do aeroporto Salgado Filho. A intenção foi combinada com a Agência da Aviação Civil (Anac).

Para que a medida seja efetivada, um comunicado, chamado de Notam, será publicado pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) da Aeronáutica. O documento irá ampliar em mais 90 dias o prazo de inatividade do terminal de Porto Alegre. 

Enquanto a publicação não ocorre, publicamente, a Fraport não a confirma. Em nota, a administradora do aeroporto segue dizendo que o Salgado Filho segue fechado por tempo indeterminado (leia íntegra abaixo).

Há 10 dias, a capital gaúcha não recebe voos comerciais. O aeroporto de Porto Alegre permanece com elevação de mais de 1m70cm de água na região.

Somente quando as águas baixarem será possível ter a real dimensão dos estragos sofridos com a pista, equipamentos e com as edificações. A partir do levantamento será feito o investimento necessário para reparar os estragos.

Essa seria a quarta prorrogação de prazo comunicada pela Fraport. A anterior indicava que o aeroporto não abriria antes do fim de maio

A Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) também determinou que as companhias suspendam as vendas de passagens aéreas para o Salgado Filho. Até segunda-feira (13) ainda era possível adquirir passagens para julho, agosto ou setembro. 

Leia a nota da Fraport

"A Fraport Brasil esclarece que não procede as informações que circulam na imprensa sobre uma data de reabertura do aeroporto de Porto Alegre e reitera que segue válido até o dia 30/5 o NOTAM (Notice to Airman) emitido no último dia 6/5. A concessionária informa ainda que as operações no Porto Alegre Airport seguem suspensas por tempo indeterminado. No momento, não temos uma estimativa dos danos causados pela enchente. Após as águas baixarem, teremos condições de avaliar em detalhes os impactos na infraestrutura aeroportuária.

Vale ressaltar que estamos trabalhando para viabilizar os voos comerciais (para passageiros e cargas), em menor escala, a partir da Base Aérea de Canoas. No momento, a Fraport Brasil recebeu a autorização para operar cinco voos diários."


Fonte: GZH

Compartilhe essa notícia: