terça-feira, 16 de julho de 2024
Publicado em 10/07/2024 às 11:14

Juventude segura empate com o Fortaleza e disputará o Brasileirão Feminino em 2025

Juventude segura empate com o Fortaleza e disputará o Brasileirão Feminino em 2025
Foto: Nathan Bizotto / E.C.Juventude/Divulgação

As gurias do Juventude voltaram a fazer história. O time alviverde empatou com o Fortaleza em 2 a 2, no Alfredo Jaconi, e confirmou seu lugar entre as 16 melhores equipes do Brasil em 2025. No jogo de ida, no Ceará, o Verdão havia vencido por 1 a 0. Foi o segundo acesso nacional consecutivo para as Esmeraldas.

A partida iniciou na última segunda-feira (8) e acabou suspensa, quando estava em 2 a 2, por conta da neblina durante a noite. O jogo foi retomado na tarde de ontem  (9) e a equipe alviverde conseguiu segurar o resultado. O adversário nas semifinais será o 3B Sport, do Amazonas.

Mesmo com a vantagem após ter vencido o primeiro duelo por 1 a 0, no Ceará, o time do técnico Luciano Brandalise não quis apenas administrar o resultado na noite de segunda-feira. Logo no primeiro minuto de jogo, Ana Caroline recebeu na área, driblou a marcação e foi derrubada. Pênalti claro assinalado pela arbitragem. Kety cobrou deslocando a goleira Renata: 1 a 0.

As Esmeraldas tinham o controle das ações, e após cobrança de falta de Karol, Apoliana  cabeceou para fora. Aos 18 minutos, a zagueira e capitã Beta precisou ser substituída por conta de uma lesão. Yasmin entrou no seu lugar. E a defensora quase marcou o segundo do Ju aos 22. Karol cobrou falta na área, a zaga afastou parcialmente e Yasmin, na linha da pequena área, finalizou em cima da marcação.

Aos 27, em outra cobrança de falta da intermediária, Karol lançou na área e após um desvio parcial de Yasmin, Thalita finalizou de pé esquerdo no cantinho: 2 a 0 Ju.

A torcida ainda comemorava e o Fortaleza descontou. Natália foi lançada por Pissaia nas costas da defesa alviverde e finalizou no canto esquerdo de Claudia: 2 a 1 para as Esmeraldas.

Na noite gelada de Caxias do Sul, o jogo ganhou em intensidade e o Ju quase fez o terceiro nos acréscimos. Thalita foi lançada pelo lado direito e chutou cruzado rente à trave.

SEGUNDA ETAPA

Com 3 a 1 no placar agregado, o Ju viu o Fortaleza voltar do intervalo mais agressivo, com posse de bola no campo de ataque e rondando a área de Claudia. Porém, em um primeiro momento, a marcação das Esmeraldas prevalecia e o time ainda encontrava espaços para contra-atacar.

A partir dos 10 minutos, a neblina se intensificou, prejudicando a visualização do gramado. Em um momento de desconcentração defensiva, o Fortaleza chegou pelo lado esquerdo e a bola foi cruzada para a área. Na finalização da atacante cearense, a bola acertou a mão de uma defensora do Ju. Pênalti que Bea converteu: 2 a 2 e o confronto em aberto.

Aos 26 minutos, com o Alfredo Jaconi completamente tomado pela neblina, a árbitra Andressa Hartmann conversou com as capitãs e suas auxiliares e decidiu paralisar o duelo. Após uma hora, sem condições de retomada, o duelo foi adiado para a terça-feira.

RETOMADA

A retomada da partida ocorreu às 15h, novamente com a neblina se intensificando nos minutos que antecederam a entrada das atletas em campo. Já com a visibilidade prejudicada, o jogo voltou e o Ju criou a primeira chance aos 29, no chute de Emmily na rede pelo lado de fora. 

Aos 38, após cobrança de escanteio de Kety, Apoliana finalizou perto da trave e quase marcou o terceiro. O Fortaleza tentava jogadas em velocidade pelo lado esquerdo, mas a marcação alviverde prevaleceu. Com a neblina cada vez mais densa, o jogo ficou dramática. Em uma sequência de escanteios, o time cearense assustou, mas não conseguiu marcar o gol que levaria a decisão aos pênaltis.

Com o apito final de Andressa Hartmann, a festa tomou conta do gramado do Alfredo Jaconi. As Esmeraldas estão na elite do Brasileirão Feminino em 2025.


Fonte: Pioneiro

Compartilhe essa notícia: