domingo, 26 de maio de 2024
Publicado em 13/05/2024 às 16:22

Ministério da Saúde irá operar quatro hospitais de campanha no RS

Ministério da Saúde irá operar quatro hospitais de campanha no RS
Foto: Valéria Possamai / Agência RBS

O Ministério da Saúde irá montar outros três hospitais de campanha no Rio Grande do Sul para atendimento emergencial em meio às enchentes, anunciou o órgão nesta segunda-feira (13). A primeira estrutura já está funcionando em Canoas, na Região Metropolitana.

Em coletiva realizada no Hospital Conceição, em Porto Alegre, foi confirmado que um dos hospitais será instalado junto à UPA Moacyr Scliar, na zona norte da Capital. Outro será viabilizado em São Leopoldo, ainda sem local definido, e um terceiro também está sendo avaliado e não tem município escolhido.

— Temos olhado as localidades que estão próximas aos abrigos para que a população possa procurar um serviço que tem capacidade de fazer a primeira avaliação da pessoa, se necessário fazer uma medicação, estabilizar alguma condição que esteja levando a pessoa a procurar esse serviço de saúde e, caso tenha uma necessidade, seja encaminhado para deslocamento — explicou Felipe Proenço, secretário de atenção primária à saúde.

Com as estruturas do Ministério da Saúde, o Estado chegará a dez hospitais de campanha — contando os operados pelo Exército.

A pasta ainda disponibilizou cem kits de emergência com cerca de 48 tipos de medicamentos e insumos suficientes para atender em torno de 300 mil pessoas. São pelo menos 150 profissionais do Ministério da Saúde atuando no Rio Grande do Sul no momento.

Preocupação

Com as aglomerações em abrigos e a temperatura baixando, a preocupação é com o aumento de número de casos de gripe e covid-19.

— A combinação é favorável para o aumento dessas doenças. As pessoas vacinadas vão estar mais protegidas. Diminui a chance de adquirir a doença ou de evoluir para um caso de Síndrome Respiratória Aguda Grave — explicou Marcio Garcia, diretor do Departamento de Emergências em Saúde Pública.


Fonte: GZH

Compartilhe essa notícia: