terça-feira, 16 de julho de 2024
Publicado em 06/07/2024 às 07:49

AMM pede ao governador apoio para buscar compensação de perdas do ICMS

AMM pede ao governador apoio para buscar compensação de perdas do ICMS

Encerrando seu roteiro em Santo Ângelo nesta sexta-feira (5) em Santo Ângelo, o governador Eduardo Leite reuniu-se com os prefeitos que integram a Associação dos Municípios das Missões (AMM) no Clube Gaúcho.

Na oportunidade, o presidente da AMM, Sidney Brondani, o deputado estadual Eduardo Loureiro e o prefeito Jacques Barbosa apresentaram reivindicações ao chefe do executivo estadual.

Brondani solicitou que o governador apóie a luta dos prefeitos das Missões em busca da recomposição das perdas de arrecadação provocadas pela queda do ICMS em virtude dos reflexos das enchentes no Rio Grande do Sul. Lembrou que 25% do arrecadado com o ICMS é dos municípios, que sofrerão muito para manter os serviços para as suas comunidades mediante a queda da receita.

Jacques também falou que o Governo Federal deve ser sensível e alcançar os recursos necessários para que os municípios consigam manter seus serviços, não prejudicando a população. O prefeito de Santo Ângelo ainda solicitou ao governador atenção para temas que são de extremo interesse da região, como o Aeroporto Regional, a duplicação de trechos da ERS-344 e o programa Pró-Missões para o turismo.

O deputado Eduardo Loureiro salientou que o momento também era de agradecer ao governador pelos investimentos que estão sendo feitos na região.  Igualmente argumentou que não existe desenvolvimento sem investimentos em infraestrutura e a região aguarda por novas ações que contemplem projetos importantes, como o Pró-Missões para o turismo e o Aeroporto Regional, fundamental para a economia das Missões.

GOVERNADOR
Eduardo Leite mostrou ser solidário à luta dos município pela compensação para as perdas do ICMS. Disse que antes de governador é um cidadão que sofre muito por conta do desastre, “que machucou a alma e o coração de todos”. Porém, procura transformar a dor em força para superar e dar a volta por cima, com muitas manifestações de solidariedade, de todos os setores.

Comentou que o engajamento das pessoas dá a certeza da volta por cima. Porém, isso levará um tempo considerável. “Estamos com muitas ações na reestruturação do Estado, com vários programas em andamento, alcançando recursos para as famílias. Abrangendo moradias, investimentos nas estradas e reforçando a cada dia”.

Leite ainda disse que o Governo Federal tem apresentado muitos gestos, muitos anúncios, onde se nota sensibilidade e atenção. “Mas estão faltando ações concretas na recomposição das perdas de arrecadação do Estado e dos municípios e para o setor do agronegócio. O Rio Grande do Sul ainda não recebeu respostas a altura que o momento exige”.

Fez ainda uma referência sobre a relação com a administração federal. “Quando a gente elogia e agradece não é adesão ao governo. E quando critica não é oposição. É ser gaúcho, defender o Estado e a atenção que o Rio Grande do Sul merece”.


Fonte: Prefeitura Municipal de Santo Ângelo

Compartilhe essa notícia: