sábado, 22 de junho de 2024
Publicado em 18/11/2023 às 11:04

Gestão plena da saúde

Tem se falado no sistema de gestão plena da saúde. Esse é o sistema, por exemplo, de Santa Rosa.Acontece que não é se trata apenas de bônus, tem ônus embutido. Como, aliás, em tudo na vida.

A gestão da saúde fica com o Município, em todos os níveis. Os recursos são os mesmos de hoje. Então, se hoje falta dinheiro para uma série de coisas. Se temos problemas, por exemplo, em cirurgias eletivas, a tendência não é que tudo se resolva apenas com a opção pelo sistema pleno. A busca por recursos, por meio das emendas parlamentares ou outras fontes seguirá sendo necessária.

É uma alternativa, que precisa ser estudada com muita seriedade e que precisa de muita fundamentação para ser adotada. E, também, não dá para ficar “vendendo facilidades” como se bastasse apenas fazer uma opção.

 

Buscando mais conhecimento

O secretário municipal de Governo e Relações Institucionais, Jânio Bones, está sempre buscando se aprimorar e aumentar seu conhecimento, agora já aposentado do Banrisul, foca na questão pública.

Ele é um dos formandos do curso de MBA em Inovação na Gestão Pública da Faculdade Santo Ângelo. Importante estar sempre buscando evolução. Parabéns!

Vale lembrar que Jânio Bones é um dos pré-candidatos a prefeito pelo PDT.

  

Esperando a janela

As trocas de partidos para as eleições municipais do próximo ano seguem sendo especuladas. Aqui e ali surgem informações sobre possibilidades, mas nem sempre se confirmam.

Acontece que tem muita coisa para rolar e a decisão não é fácil. Definir a nova sigla é uma tarefa que envolve uma análise de cenário que não é apenas o atual, mas principalmente o futuro. Essa é a análise que precisa ser feita por aqueles que possuem pretensões eleitorais, seja na proporcional ou majoritária.

 

Carlão no Progressistas

Uma das tantas informações que circulam sobre troca de partido na janela diz respeito ao atual presidente da Câmara de Vereadores, Carlos Alberto Gonçalves.

Carlão, como é conhecido, foi eleito pelo PRTB, assim como Nerison Abreu e André Pedroso. O caminho poderia ser o PL, até pela questão da ligação com o movimento bolsonarista. Porém, o destino deve ser outro e o caminho apontado é o do Progressistas. Inclusive, Carlão já teria se reunido com lideranças do partido e comentado que está próximo de anunciar a sua filiação.

Sempre lembrando que esse é o cenário de momento e tudo pode mudar em questão de segundos.

Aliás, do trio originário do PRTB, o indicativo é que apenas Nerison possa optar pelo PL de Bolsonaro, de quem se denominava filhote até a derrota nas eleições do ano passado.

 

Diretas

A tragédia ocorrida em Giruá, com uma morte e vários feridos devido a um temporal, traz novamente à pauta a questão dos alertas.

Repito o que já escrevi em várias outras oportunidades, apenas alertar que vai ter temporal não basta. É necessário evioluir, ser mais preciso, para que as pessoas realmente se preparem.

Sei das dificuldades, mas a tecnologia já permite uma série de avanços que não dá para duvidar a possibilidade de ser mais efetivo nesse tipo de situação.

  O Governo do Estado anunciou na semana passada a criação de um grupo de trabalho para tratar da questão climática. Penso que é válido. Porém, não pode ficar restrito ao imediatismo do pós-tragédia. É imperativo que o grupo de trabalho discuta e apresente sugestões e alternativas para a prevenção. E não apenas quanto ao alertas, porém, abrangendo incluive localizações de imóveis em pontos de risco.

 

 PERGUNTAR NÃO OFENDE

Depois da venda da Corsan e do aumento de impostos, qual a próxima promessa de campanha que será quebrada por Leite?

 

SÓ PARA LEMBRAR

A Assembleia corrige um erro que vinha ocorreu na Lei de Incentivo à Cultura (LIC). A forma como os conselheiros vinham agindo acabou prejudicando eventos como a Feira do Livro de Porto Alegre, Festival de Cinema de Gramado, os shows da Expointer e o Acampamento Farroupilha da Capital, além de festivais como o Canto Missioneiro.

A lógica tem que ser clara. Eventos sem problemas nas prestações de contas não podem ser prejudicados. Tem que partir desse princípio.

 

PARA REFLETIR

“O maior inimigo da verdade é frequentemente não a mentira - deliberada, planejada, desonesta -, mas sim o mito - persistente, entranhado e irreal”.

John F. Kennedy, discurso na cerimônia de formatura na Universidade de Yale (1962)



Compartilhe essa notícia: